Dois mil usuários flagrados fazendo uso ilícito de passe estudantil
Foto: reprodução
12/07/2017 08h04

O DFTrans escolheu a linha de ônibus 110, que faz o trajeto rodoviária-Universidade de Brasília (UnB), para testar o sistema de biometria facial. Em dois meses de uso do novo recurso, foram registrados 2 mil passageiros utilizando o passe estudantil em desacordo com o cadastro. Pelo sistema de identificação facial, foi possível identificar que estes usuários não eram os titulares do beneficio. 

Foram estipuladas punições a 1,3 mil beneficiários do passe estudantil. Além do bloqueio do cartão de passe por 6 meses, o titular deverá comparecer ao DFTrans para prestar esclarecimentos, ele responderá um processo administrativo e outro na Polícia Civil.

O sistema de biometria será gradativamente incorporado ao transporte público para auxiliar na fiscalização de fraudes como esta. Uma câmera será fixada acima dos validadores do cartão de passe, a imagem captada é enviada ao departamento de trânsito, que comparará o rosto do usuário com o rosto do beneficiário cadastrado. 

Desde o último ano, cerca de 95 mil cartões foram bloqueados no DF, por uso irregular do passageiro.

Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO